logo insp copy

pesquisa
ptenfr

Medidas adotadas na reunião sobre a análise da situação do paludismo na Cidade da Praia

A Cidade da Praia, na ilha de Santiago, está a registar um surto de casos de paludismo que começou antes da época das chuvas. Ainda no mês de julho até 06 de setembro de 2017, foram verificados 168 casos de Paludismo, sendo 164 autóctones e 4 importados. Entre os bairros de maior incidência de paludismo estão os da Várzea, Achada de Santo António, Achadinha, Ponta Belém e Lém Ferreira.

Com um engajamento ao mais alto nível, o Governo de Cabo Verde, através do Ministério da Saúde e da Segurança Social, reuniu-se, a 04 de setembro, com diversas entidades, principalmente aquelas com responsabilidade no setor do ambiente e do saneamento.

Deste encontro surgiram medidas de reforço na luta anti vetorial a serem adotadas pelos diferentes intervenientes:

  • Reforço das parcerias com as instituições públicas e privadas e as ONG´s;
  • Elaboração de um Plano Musculado para a intensificação das ações no terreno: este plano contempla dois aspetos, o da intensificação das ações preventivas e de combate no terreno, através da luta anti vetorial e ainda o reforço da articulação com as autoridades policiais e municipais no sentido de fazer valer as normas do código de postura municipal;
  • Aposta numa comunicação de proximidade com a população;
  • Intensificação das ações preventivas nas zonas mais afetadas, não descurando, contudo, as outras zonas consideradas menos críticas;
  • Trabalho com as associações comunitárias, tendo em vista garantir o engajamento da população em ações nas suas zonas;
  • Reforço das ações de sensibilização através dos órgãos de comunicação social públicos e da sensibilização porta-a-porta.

Visando as metas traçadas pelo Ministério da Saúde e da Segurança Social, o Governo está a trabalhar num plano multissectorial e plurianual de luta anti vetorial para a eliminação do paludismo.

De realçar que o número de casos de paludismo vem diminuindo gradualmente, mas mesmo assim, para a população em geral, recomendam-se medidas de proteção individual e coletivas para evitar o aumento do número de casos nos próximos meses. Ao mesmo tempo apela –se ao total engajamento da população e das instituições nessa luta que é de todos nós.

Recomenda-se ainda à população que, perante sinais e sintomas compatíveis com o paludismo, procurem os serviços de saúde mais próximos.

foto surto paludismo copy

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: www.minsaude.gov.cv