logo insp copy

ptenfr

Situação de saúde na Região CEDEAO - coronavirus

O Boletim Epidemiológico da Organização Oeste Africana de Saúde (OOAS) traz informações sobre principais epidemias que estão a ocorrer na Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e no mundo.

Na semana epidemiológica 3, os destaques foram na situação epidemiológica da Febre de Lassa na Nigéria, a epidemia de vírus de Ébola na Republica Democrática do Congo e atualizações sobre a epidemia do novo coronavírus na China e no mundo.

 

cv

 

Distribuição geográfica dos casos confirmados da infeção pelo novo coronavírus(2019-nCoV) ate 28 de janeiro de 2020.

Fonte: https://www.ecdc.europa.eu/en/geographical-distribution-2019-ncov-cases

Desde 31 de dezembro de 2019 e ate 28 de janeiro de 2020, foram relatados 4.558 casos confirmados pela infeção por novo coronavírus (2019-nCoV), incluindo 16 profissionais de saúde e 106 óbitos.

Ate 28 de janeiro de 2020, 16 países na Asia, Europa e na América do Norte já reportaram casos positivos da doença. Na Asia, casos foram notificados na Tailândia (14), Taiwan (7), Cingapura (5), Malásia (4), Japão (4), Coreia do Sul (4), Vietnã (2), Nepal (1), Sri Lanka (1) e Camboja (1). Na Europa: França (3) e Alemanha (1), nas Américas: Estados Unidos (5), Canadá (2) e na Austrália (5).

 O primeiro caso suspeito na CEDEAO foi notificado em Côte d'Ivoire no dia 26 de janeiro de 2020, num estudante universitário na cidade de Beijing, que apresentou com sintomas respiratórios, no dia 22 de janeiro de 2020 quando ainda esteve na China. Os resultados laboratoriais do caso suspeito são esperados no dia 29 de janeiro de 2020.

Recomenda-se as seguintes medidas gerais para redução da exposição e transmissão das doenças respiratórias:

  • Lavagem das mãos frequentemente com agua e sabão ou soluções à base de álcool a 70%;
  • Cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel ou cotovelo ao tossir ou espirrar;
  • Evitar contato próxima com pessoas com sintomas de “gripe”;
  • Procurar atendimento médico imediatamente se tem febre, tosse e dificuldade a respirar;
  • Informar os profissionais de saúde os países que visitaram recentemente;
  • Evitar o consumo de carne, leite e outros produtos de animais crus ou mal cozidos;

Nas áreas com casos da infeção pelo novo coronavírus,

  • evitar contato com direto com animais ou superfícies em contato com os animais;

O que é conhecido sobre o novo coronavírus;

  • Acredita-se que a doença é de origem animal, mas não se sabem que animais são responsáveis pela atual epidemia;
  • A doença e transmitida de pessoa para pessoa através do ar (contato com gotículas através de tosse, espiro, superfícies contaminadas…);
  • Os sintomas da infeção pelo novo coronavírus incluíram tosse, febre, obstrução nasal, mal-estar, dor muscular e apresentação da doença varia de leve a severa;
  • O período da incubação, ou seja, o tempo entre que a pessoa é infetada pelo vírus e aparecimento dos sintomas não é conhecido;
  • Tratamento para infeção pelo novo coronavírus é sintomático;
  • Não existe vacinas para prevenção da infeção pelo novo coronavírus;

Para mais informação, consultem:

https://www.wahooas.org/web-ooas/en/publications-et-recherches/bulletins-epidemiologiques

https://www.ecdc.europa.eu/en/geographical-distribution-2019-ncov-cases

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/situation-reports/

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/cases-in-us.html