logo insp copy

ptenfr

Dia mundial da diabetes

DIABETES: PROTEJA A SUA FAMILIA

Ações simples podem reduzir os riscos

É o tema da campanha 2019, para o dia mundial de diabetes que se assinala a 14 de novembro em todo o mundo, cujas mensagens centrais são para que pacientes com diabetes tenham atenção no controlo da glicemia, como forma de evitar complicações crônicas da diabetes mal controlada.

Esta campanha enfatiza também que:

  • Uma em cada três pessoas com diabetes pode desenvolver algum tipo de perda de visão durante a sua vida.
  • Pessoas com diabetes são propensas a desenvolver doenças cardíacas três vezes mais dos que as outras.
  • Doença renal é dez vezes mais comum em pessoas com diabetes.
  • Atividade física é fundamental para um bom controlo da diabetes.
  • A adesão ao tratamento é muito importante e deve ser uma parceria entre o paciente e seu médico

banner diabete copy copy

De acordo com o PNDS (2012-2016), “a diabetes mellitus, constitui um dos maiores problemas de saúde em Cabo Verde, com elevado custo social e financeiro às famílias e ao país. É uma das principais causas de amputação não traumática de membros inferiores, insuficiência renal crónica, doenças cardiovasculares, cegueira adquirida, e motivo importante de internamentos por descompensação aguda. Não raramente o diagnóstico é tardio, sendo às vezes feito por ocasião das complicações, agudas ou crónicas, graves ou não”

O sedentarismo, a prevalência crescente da obesidade, as alterações dos hábitos alimentares associado ao envelhecimento populacional, são alguns fatores que podem estar a contribuir para aumentar a prevalência da diabetes no país. O IDNT (2007), indicava uma prevalência de 12,6% na população adulta Cabo-verdiana.

A diabetes é uma das principais co-morbilidades da Hipertensão arterial. Por esta ocasião e enquadrado na Iniciativa “Ano de Hipertensão Arterial e promoção de comportamentos saudáveis”, o Instituto Nacional de Saúde Pública está a programar uma serie de atividades a serem levadas a cabo junto com os seus parceiros, por forma a aumentar a consciência sobre esta doença em Cabo Verde.

As atividades vão desde a campanhas de sensibilização nas médias e nas redes sociais a promoção de debates sobre a temática e realização de uma palestra sobre mitos e verdades sobre a diabetes com demostração de quantidade açúcar e gordura presente nos alimentos, destinados aos pacientes do Centro de Saúde de Ponta d’Agua.

cartaz diabete copyO Auto seguimento

Para obter um melhor controlo dos níveis glicêmicos, não basta o paciente apenas acreditar que está fazendo tudo corretamente ou ter a sensação de estar sentindo-se “bem”. É necessário monitorizar, no dia-a-dia, os níveis glicêmicos. Para isso, existem aparelhos, os glicosímetros, de fácil utilização e que nos fornecem o resultado da glicemia em alguns segundos. Siga as orientações do seu médico quanto ao número de testes que deve ser realizado.
O objetivo desse controlo não é só corrigir as eventuais hiperglicemias que ocorrerão, mas também tentar manter a glicemia o mais próximo da normalidade, sem causar hipoglicemia.
A monitorização permite que o paciente, individualmente, avalie sua resposta aos alimentos, aos medicamentos (especialmente à insulina) e à atividade física praticada.

A Importância do Acompanhamento Médico

É importante que o paciente compareça às consultas regularmente, conforme a determinação médica, nas quais ele deverá receber orientações sobre a doença e seu tratamento, nomeadamente:
• a orientação nutricional adequada,
• como evitar complicações,
• como usar insulina ou outros medicamentos,
• como usar os aparelhos de medição (glicosímetros) e as canetas de insulina,
• como praticar atividade física,
• como proceder em situações de hipo e de hiperglicemia.

Esse aprendizado é fundamental não só para o bom controlo da diabetes como também para garantir autonomia e independência ao paciente. É muito importante que ele realize suas atividades de rotina, viajar ou praticar atividade física com muito mais segurança. É importante o envolvimento dos familiares com o tratamento do paciente diabético, visto que, muitas vezes, há uma mudança de hábitos, requerendo a adaptação de todo núcleo familiar.

O Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro, foi instituída pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) desde 1991, e conta com o reconhecimento e apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), que em dezembro de 2006 assinou uma Resolução reconhecendo o diabetes como uma doença crônica e de alto custo mundial.