logo insp copy

ptenfr

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Corporate Website Facebook Cover Photo 3 copy

 

O que é um coronavírus?

Os coronavírus são uma grande família de vírus, que causam doenças que variam de um resfriado simples (alguns vírus sazonais são coronavírus) a condições mais graves, como Síndrome Respiratória Aguda Grave - SARS. O vírus identificado na China é um novo coronavírus. Foi identificado por COVID-19.

Quais são os sintomas da infeção respiratória causada pelo COVID-19?

Os principais sintomas identificados são febre, tosse e falta de ar. Em casos mais graves, a doença pode causar pneumonia e levar à morte. 

As informações disponíveis sugerem que o vírus pode causar sintomas semelhantes aos da gripe moderada, mas também sintomas mais graves. Os doentes com condições crônicas pré-existentes, como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes, doenças hepáticas e respiratórias, assim como os idosos têm maior probabilidade de desenvolver formas graves.

Existem pessoas em risco que podem desenvolver uma forma grave da doença?

Como em muitas doenças infeciosas, pessoas com condições crónicas subjacentes (dificuldade respiratória, pessoas frágeis, idosos etc.) são mais vulneráveis.

Qual é o modo de transmissão?

COVID-19 transmite-se por contacto próximo com pessoas infetadas pelo vírus, ou superfícies e objetos contaminados.

Esta doença transmite-se através de gotículas libertadas pelo nariz ou boca de pessoas infetadas quando tossir ou espirrar, que podem atingir diretamente a boca, nariz e olhos de quem estiver próximo.

As gotículas podem depositar-se nos objetos ou superfícies que rodeiam a pessoa infetada. Por sua vez, outras pessoas podem infetar-se ao tocar nestes objetos ou superfícies e depois tocar nos olhos, nariz ou boca com as mãos.

O VÍRUS sobrevive no ambiente externo? Existe um risco com itens importados da China?

Tendo em vista os dados disponíveis sobre a sobrevivência dos coronavírus no ambiente externo (algumas horas em superfícies inertes e secas) e levando em consideração os horários e condições de transporte com a China, o risco de ser infetado pelo novo coronavírus ao tocar num objeto importado da China é considerado extremamente baixo.

Medidas de higiene padrão (lavagem das mãos, limpeza de superfícies) são eficazes.

Enquanto viaja / no aeroporto

Quais são as instruções para as pessoas que viajam?

Nas áreas afetadas pelo vírus, é recomendado:

  • Evitar contato com animais, vivos ou mortos;
  • Evitar ir a mercados onde são vendidos animais vivos ou mortos;
  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infeção respiratória aguda;
  • Não comer carne crua ou mal cozida;
  • Lavar as mãos regularmente com água e sabão ou soluções à base de álcool.

Em caso de sintomas de infeção respiratória (febre, tosse, dificuldade em respirar), recomenda-se:

  • Usar uma máscara se estiver em contato com outras pessoas;
  • Usar lenços descartáveis ​​e lavar as mãos regularmente;

Os conselhos de viagem estão sendo reavaliados com base na situação epidemiológica internacional em evolução e nas recomendações da OMS.

Deve-se usar uma máscara?

O uso de uma máscara é recomendado para pessoas com COVID-19, a fim de evitar a propagação da doença pelo ar.

O uso  de máscara pela população não doente, a fim de evitar de contrair a doença, não é recomendado e sua eficácia não foi demonstrada.

Para profissionais de saúde em contato próximo com os casos suspeitos ou doentes para atendimento, e os profissionais dos portos e aeroportos que contactam passageiros provenientes de voos internacionais, aconselha-se a utilização de equipamentos de proteção individual específicos.

Quais são as instruções para quem retorna de uma viagem?

Se estiver retornando de viagem em caso de sintomas de infeção respiratória (febre, tosse, dificuldade em respirar) dentro de 14 dias após o retorno, é recomendável entrar em contato rapidamente com os serviços de saúde por telefone através do número 8001112, informando os sintomas e a localização. Não á aconselhável ir a serviços de urgência, para evitar qualquer transmissão possível.

O que posso fazer para me proteger e prevenir-me da doença?

Fique ciente das últimas informações sobre a doença COVID-19, através de autoridade nacional e local de saúde pública. A maioria das pessoas que são infectadas desenvolvem a doença leve e recuperam, mas pode ser mais grave para outras pessoas. Cuide de sua saúde e protege os outros, fazendo o seguinte:

  • Lave suas mãos regularmente com água e sabão e utilize álcool gel.

Por quê? Lavar as mãos com água e sabão ou usar álcool gel mata o vírus que podem estar em suas mãos.

  • Manter pelo menos 1 metro (3 pés) de distância entre você e qualquer um que está a tossir ou espirrar.

Por quê? Quando alguém tosse ou espirra saem pequenas gotículas líquidas do nariz ou boca, que podem conter vírus. Se está muito perto, pode respirar as gotas, incluindo o vírus se a pessoa que tosse tem a doença.

  • Evite tocar os olhos, nariz e boca.

Por quê? Mãos tocam muitas superfícies e pode pegar vírus. Uma vez contaminadas, mãos podem transferir o vírus para seus olhos, nariz ou boca. De lá, o vírus pode entrar em seu corpo e pode deixá-lo doente.

  • Certifique-se de que as pessoas ao seu redor, sigam uma boa higiene respiratória. Tal significa a cobertura da boca e o nariz com o cotovelo dobrado ou lenço quando tossir ou espirrar. Em seguida, descartar o tecido utilizado imediatamente e lavar as mãos.

Por quê? Impede as gotículas de espalhar o vírus. Ao seguir uma boa higiene respiratória ajuda a proteger as pessoas ao seu redor contra o vírus e COVID-19.

  • Fique em casa se sentir-se mal. Se tiver febre, tosse e dificuldade respiratória ligue para o número 800 11 12. Siga as instruções do profissional de saúde.

Por quê? As autoridades nacionais e locais terão o máximo de informações atualizadas sobre a situação no país. Ligar com antecedência permitirá que o serviço de saúde possa direcioná-lo rapidamente para a unidade de saúde indicada. Isso também irá protegê-lo e ajudar a prevenir propagação de vírus e outras infeções.

Qual a probabilidade de eu pegar o COVID-19?

Devo me preocupar com COVID-19?

Se não estiver em uma área onde COVID-19 está se espalhando, ou se não tiver viajado de uma dessas áreas ou que não tenham estado em contacto próximo com alguém que tem e está se sentindo bem, suas chances de ser afetado são atualmente baixo. No entanto, é compreensível que pode sentir-se preocupado e ansioso sobre a situação.

Se estiver em uma área onde há um surto de COVID-19 precisa tomar o risco de infeção a sério. Siga o conselho emitido pelas autoridades nacionais e locais de saúde. Embora para a maioria das pessoas COVID-19 causa apenas sintomas leves, pode ter manifestações mais graves em algumas pessoas. Mais raramente, a doença pode ser fatal. As pessoas mais idosas, e aquelas com condições médicas pré-existentes (tais como pressão sanguínea elevada, problemas cardíacos ou diabetes) parecem ser mais vulneráveis.

Quanto tempo é o período de incubação de COVID-19?

O “período de incubação” é o tempo entre o contacto com o vírus e inicio dos sintomas da doença. A maioria das estimativas do período de incubação para a gama COVID-19 é a partir de 2-14 dias.

Existem medicamentos específicos para prevenir ou tratar o novo coronavírus?

Até o momento, não há nenhum medicamento específico recomendado para prevenir ou tratar o novo coronavírus (SarsCoV-2).

No entanto, as pessoas infetadas com o vírus devem receber cuidados adequados para aliviar e tratar os sintomas, e aquelas que manifestarem a forma grave da doença devem receber cuidados de suporte otimizados. Alguns tratamentos específicos estão sendo estudados.

Os antibióticos são eficazes na prevenção e tratamento do novo coronavírus?

Não, os antibióticos não funcionam contra vírus, apenas bactérias.

O novo coronavírus (SarsCoV-2) é um vírus e, portanto, os antibióticos não devem ser usados ​​como meio de prevenção ou tratamento.

No entanto, se estiver hospitalizado para o 2019-nCoV, poderá receber antibióticos porque a coinfecção bacteriana é possível.

O novo coronavírus afeta somente pessoas idosas?

Pessoas de todas as idades podem ser infetadas pelo novo coronavírus (2019-nCoV). Pessoas idosas e pessoas com condições médicas pré-existentes (como asma, diabetes, doenças cardíacas) parecem ser mais vulneráveis ​​a ficar gravemente doentes com o vírus.

Pessoas de todas as idades devem tomar medidas para se protegerem do vírus.


Comer alho pode ajudar a prevenir a infeção pelo novo coronavírus?

O alho é um alimento saudável que pode ter algumas propriedades antimicrobianas. No entanto, não há evidências atual de que comer alho tenha protegido as pessoas do novo coronavírus.

Existe vacinas contra que protegem contra o novo coronavírus?

Não. Os pesquisadores estão tentando desenvolver uma vacina contra SarsCoV-2.

 


Tomar um banho quente impede a nova doença de coronavírus?

Tomar um banho quente não impedirá que pegue o COVID-19. Sua temperatura corporal normal permanece em torno de 36,5 ° C a 37 ° C, independentemente da temperatura do seu banho ou chuveiro. Na verdade, tomar um banho quente com água extremamente quente pode ser prejudicial, pois pode queimar. A melhor maneira de se proteger contra o COVID-19 é lavar frequentemente as mãos. Ao fazer isso, elimina os vírus que podem estar nas mãos e evita a infeção que pode ocorrer ao tocar seus olhos, boca e nariz.

O vírus pode ser transmitido em áreas com climas quentes e húmidos?

A partir das evidências até agora, o vírus pode ser transmitido em TODAS AS ÁREAS, incluindo áreas com clima quente e húmido. Independentemente do clima, adote medidas de proteção. A melhor maneira de se proteger contra o COVID-19 é lavar frequentemente as mãos. Ao fazer isso, elimina os vírus que podem estar nas suas mãos e evita a infeção que pode ocorrer ao tocar seus olhos, boca e nariz.

O que é distanciamento social?

Distanciamento social refere-se a um conjunto de medidas de saúde pública que visa o abrandamento da propagação de uma doença altamente contagiosa pela criação de distância física adequada entre as pessoas.

Sabendo que o COVID-19 transmite-se através de gotículas contaminadas que são libertadas no ar quando uma pessoa infetada fala, tosse ou espira sem cobrir a boca e o nariz. Isso aumenta o risco da infeção de pessoa para pessoa. O risco da infeção é reduzido quando uma distância física adequada é mantida entre as pessoas.

O vírus também se transmite através superfícies contaminadas quando pessoas tocam nessas superfícies e tocam na boca, nariz ou olhos com as mãos contaminadas.

As medidas de distanciamento social incluem:

  • Ficar em casa;
  • No público, manter uma distância de pelo menos 1 metro das pessoas;
  • Trabalhar em casa em vez de no escritório, caso houver essa possibilidade;
  • Encerramento das instituições de ensino;
  • Encerramento das instituições públicas e privadas;
  • Encerramento das instituições religiosas e da sociedade civil;
  • Evitar visitar doentes ou casas de familiares ou amigos. Privilegiar contacto via dispositivos eletrônicos;
  • Cancelamento ou adiamento das conferências e reuniões ou quaisquer atividades que visam a aglomeração de um grande numero das pessoas entre outras;
  • Os funerais devem ter o mínimo de pessoas (no máximo 15 a 20 familiares próximos).

O que é autoisolamento?

As pessoas que foram expostas ao novo coronavírus ou que regressaram de um lugar com transmissão local de COVID-19 correm o risco de ser infetadas pelo vírus e devem praticar o autoisolamento. Recomenda-se o autoisolamento por um período de 14 dias. Tempo suficiente para saber se a pessoa está infetada ou não.

  • Autoisolamento envolve:
  • Não sair da casa;
  • Não compartilhar coisas como toalhas, utensílios e outros itens pessoais;
  • Não receber visitas em casa;
  • Ficar a pelo menos 1 metro de distância de outras pessoas em sua casa;
  • A lavagem das mãos com água e sabão frequentemente;
  • Praticar etiqueta respiratória.
  • Se aparecem sintomas tais como febre, tosse ou dificuldade em respirar, ligue o número 800 11 12.

Como se proteger se vai sair da casa?

  • Para pessoas que têm necessidade de sair de casa quer para realizar trabalhos imprescindíveis ou para aquisição de um bem essencial, é importante praticar o máximo distanciamento social possível tanto no acesso como nos locais de trabalho ou de compra;
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou usar um desinfetante à base de álcool;
  • Limitar o número de visitantes nas salas ou nas reuniões;
  • Sensibilizar o pessoal da limpeza, segurança e outros funcionários sobre o COVID-19 e as medidas de prevenção.

Simples atos como a lavagem das mãos com água e sabão, uso de um desinfetante à base de álcool ou simplesmente ficar em casa pode prevenir milhares de mortes. Faça o que puder para manter a si mesmo e a todos ao seu redor seguro, especialmente os mais suscetíveis à infeção, tais como os idosos e pessoas com problemas de saúde pré-existentes.

As informações acima poderão ser atualizadas caso seja necessário