logo insp copy

ptenfr

Técnicos do LEM participam na formação sobre Diagnóstico da Malária por técnicas de biologia molecular

Está a decorrer de 16 a 28 de abril, nas instalações do Laboratório de Entomologia Médica (LEM) do Instituto Nacional de Saúde Pública, uma formação sobre Diagnóstico da Malária por técnicas de biologia molecular em colaboração com o Instituto de Higiene e Medicina Tropical/GHTM, Universidade Nova de Lisboa.

A formação que esta sendo ministrada pela Investigadora Doutora Maria de Fatima Nogueira, do Instituto de Higiene e Medicina Tropical de Lisboa, visa capacitar os participantes em técnicas de biologia molecular para a identificação e genotipagem de Plasmodium sp. e identificação de marcadores moleculares de resistência a anti-maláricos.

Participam desta formação, técnicos do Laboratório de Entomologia Médica do INSP e participantes de UNICV e UNI Piaget.

Trata-se de um Curso teórico-prático, enquadrado no âmbito do projeto de Investigação que o LEM está a desenvolver denominado “Caracterização Molecular do Plasmodium falciparum em Cabo Verde”. Um projeto que nasceu na sequencia da epidemia de paludismo que se registou em Cabo Verde em 2017, uma situação epidemiológica distinta do padrão habitual nas últimas décadas, em que os casos autóctones de paludismo apareceram no período pré chuvas e com um aumento exponencial de incidências, que visa entre outros, contribuir com resultados científicos mesta matéria com vista a consolidação da fase de pré-eliminação do paludismo em Cabo Verde.

O referido projeto está sendo implementado em colaboração com o Instituto de Higiene e Medicina Tropical/GHTM, Universidade Nova de Lisboa e A London School of Hygiene of Tropical Medicine.