logo insp copy

ptenfr

Governo lança a 8ª edição da Semana Africana de Vacinação

Num ato solene, que teve lugar na manhã desta segunda-feira, 23 de abril, no Centro de Saúde de São Domingos, o Ministro Adjunto do Primeiro Ministro para Integração Regional, Dr. Júlio Herbert, presidiu a cerimonia de abertura da 8º edição da Semana Africana de Vacinação (SAV), que decore de 23 a 29 de abril.

IMG 6549Esta celebração teve como ponto alto a divulgação da Declaração de Adis Abeba, sobre a Imunização (DAI), um compromisso histórico que apoia e dá prioridade à vacinação em África, assinada pelos Ministros da Saúde e chefes de delegação, durante a Conferência Ministerial que decorreu de 24 a 25 de fevereiro de 2016, em Adis Abeba-Etiópia, que, por conseguinte, foi ratificada pelos chefes de Estado a 31 de janeiro de 2017, durante a cimeira da União Africana.

O governo considerou que esta Semana Africana de Vacinação constitui um marco e uma celebração pela Declaração de Adis Abeba e pelas conquistas já alcançadas no domínio da saúde que tem sobretudo a ver com a vacinação.

“estamos a falar de uma população, hoje, bastante mais saudável que do passado, o caminho de desenvolvimento que estamos a trilhar é garças ao empenhamento de todos os profissionais de saúde nesta área.”

Para o Ministro Adjunto do Primeiro Ministro para a Integração Regional é verdade que Cabo Verde atingiu patamares importantes no domínio do desenvolvimento, mas parte desta vitória cabe a saúde e seus indicadores. No seu dizer, um dos primeiros compromissos do governo prende-se com a saúde e a educação que incorporam objetivos e pressupostos desejáveis para a felicidade dos Cabo-verdianos.

“o governo de Cabo Verde está firmemente engajado na realização dos objetivos de prevenção em matéria de saúde, e para isso vamos continuar a contar com os nossos parceiros tradicionais que se tem pautado por uma presença assinalável.”

O ato de abertura da Semana Africana de Vacinação, também contou com a presença do Representante da Organização Mundial da Saúde em Cabo Verde, Dr. Mariano Salazar Castellon, que na sua intervenção disse que a OMS lançou um roteiro para orientar os países a cumprirem as promessas relativas a vacinação contida na Declaração de Adis Abeba.

De acordo com Castellon, este roteiro descreve como os países podem ultrapassar os desafios e aproveitar a oportunidades para conseguir a vacinação universal através de gerar e manter a vontade politica de financiamento, reforçar as capacidades, ultrapassar as barreiras ao acesso e acompanhar de perto os progressos.

A OMS apelou aos parlamentares e políticos, organizações da sociedade civil, comunidades e famílias para eliminarem os obstáculos da vacinação e assegurar a vacinação universal.

Sobre o lema deste “Vacinas funcionam, faça a sua parte!” Mariano Castellon considerou que Cabo Verde está a fazer a sua parte através de um trabalho exemplar. Distingue entre os países da Região Africana da OMS, pelos bons resultados obtidos. Frisou.

“Cabo Verde é um candidato adequado para ser o mentor para outros países africanos no campo da vacinação.”

A Diretora Nacional da Saúde, Dra. Maria da Luz Lima, adiantou que neste momento o país tem uma taxa nacional de coberturIMG 6529A Diretora Nacional da Saúde, Dra. Maria da Luz Lima, adiantou que neste momento o país tem uma taxa nacional de cobertura vacinal de 90%, mas o objetivo é atingir os 99%. Por isso esta Semana Africana de Vacinação vai servir também de reflexão sobre o processo de vacinação implementado em Cabo Verde e informar e sensibilização a população para importância da vacinação na prevenção de doenças.

Participaram ainda desta cerimonia de abertura, a Representante Adjunta da UNICEF em Cabo Verde, Ilaria Carneval, representante da Câmara Municipal de São Domingos, Coordenadora Nacional do Programa Alargado de Vacinação e vários Dirigentes do Ministério da Saúde e da Segurança Social.

A Semana Africana de Vacinação é comemorada anualmente desde 2010, durante a última semana de abril, com o objetivo de reforçar os Programas Nacionais de Vacinação nos países da Região Africana, através da sensibilização da população, sobre a importância e o direito de cada pessoa a ser protegida contra as doenças preveníeis ​​pela vacinação.

A SAV 2018 decore de 23 a 29 de abril, com o tema “Vacinas funcionam, faça a sua parte”, destacando que, todos têm um papel a desempenhar para garantir que, mais pessoas sejam vacinadas, o que é crucial para alcançar a meta da cobertura universal de vacinação até 2020, contribuindo para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a Cobertura Universal de Saúde para todos e em toda a parte.