logo insp copy

ptenfr

INSP em parceria com a RSSA promove encontro de reflexão sobre Saúde Mental em Santo Antão

Este foi o mote de um encontro que decore na Região Sanitária de Santo Antão nos dias 29 e 30 de outubro, para se refletir sobre a saúde mental na ilha.  O encontro promovido pela RSSA em parceria com o Instituto Nacional de Saúde Pública e a DNS, foi presidido pelo Ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, no âmbito de uma visita de três dias que realizou aquela região norte do pais.

IMG 4351b copyPara o governo a situação da RSSA em termos da saúde mental é satisfatória relativamente a condições de acolhimento, tratamento e seguimento dos doentes mentais, mas também é notória o trabalho dos profissionais da região na promoção da saúde mental através da sensibilização nas comunidades. Para o Ministro da Saúde a RSSA tem um dos melhores indicadores de saúde do país, mas também exortou ao reforço do tratamento das questões de saúde mental de forma holística onde todos os atores sejam profissionais de saúde, autoridades locais sociedade civil comunidades e famílias possam trabalhar de forma articulada sobre os determinantes sociais da saúde.

IMG 4393Arlindo do Rosário reconheceu também que não obstante os ganhos a ilha de santo Antão ainda apresenta desafios nomeadamente a transição demográfica com a saída dos jovens e a permanência de uma população cada vez mais idosa, onde deve se dar maior atenção as doenças crônicas e a problemática do alcoolismo.

“ As doenças mentais tem vindo a aumentar a nível mundial, pois a OMS aponta que mais de 300 mil pessoas sofrem com a depressão e Cabo Verde tem registado casos desta natureza, por exemplo. ”

Assim, o Ministro da Saúde apelou ao maior envolvimento dos profissionais para uma abordagem integrada e multisectorial com vista a alcançar resultados melhores a curto longo prazo.

Ainda anunciou que o governo está a investir na saúde sendo que dentro de aproximadamente um mês chegara ao pais cerca de 1 milhão de contos em equipamentos de diagnósticos a ser distribuídos e instalados nas estruturas de saúde do pais, por forma a aumentar a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde.

A Diretora da RSSA Ângela Gomes disse que o suicídio é um problema de saúde pública de alta complexidade requerendo um amplo debate e definição de estratégias envolvendo todos os parceiros da saúde e que seja assumido como uma prioridade de intervenção a nível da região e do pais em geral.

O encontro de reflexão sobre a saúde mental na RSSA decore sob o lema “unir esforços para prevenir o suicídio: 1 dia para praticar e 40 segundos para atuar” alinhado com o lema deste ano do dia mundial da saúde mental que foi assinalado a 10 de outubro. Tem como objetivo promover o debate sobre a saúde mental entre os profissionais e intervenientes da saúde, a fim de socializar instrumentos de trabalho, compartilhar ideias e experiências visando a promoção e proteção a saúde integral tendo em consideração o aumento de casos de doentes mentais na ilha e a nível nacional.