logo insp copy

ptenfr

INSP promoveu Palestra sobre mitos e verdades sobre a diabetes em Ponta d’Água

Os doentes crónicos e suas famílias do centro de saúde de Ponta d’Água participaram hoje, 14 de novembro, de uma palestra esclarecedora sobre os mitos e verdades da diabetes.

A palestra promovida pelo Instituto Nacional de Saúde Pública em parceria com o Centro de Saúde de Ponta d’Água, nesse dia mundial de luta contra a diabetes, visa chamar a atenção dos pacientes e da comunidade em geral para o lema deste ano que é “diabetes: Proteja a sua Família, ações simples podem reduzir os riscos” cujas mensagens centrais são para que pacientes com diabetes tenham atenção no controlo da glicemia, como forma de evitar complicações crônicas da diabetes mal controlada.

IMG 4633 copyA presidente do INSP, Maria da Luz Lima, disse que a diabetes tem representado uma preocupação para as autoridades sanitárias do país, pois é cada vez mais notória o aumento de números de diagnostico feito pelas estruturas de saúde. Segundo a mesma, os dados de 2007 (IDNT), apontam que 1 em cada 10 Cabo-verdianos são diabéticos.

O sedentarismo, a prevalência crescente da obesidade, as alterações dos hábitos alimentares associado ao envelhecimento populacional, são alguns fatores que podem estar a contribuir para aumento da prevalência da diabetes no país. O IDNT (2007), indicava uma prevalência de 12,6% na população adulta Cabo-verdiana.

A chamada de atenção nesse dia é para que os diabéticos tenham melhor cuidado com a sua doença controlando-a através da medicação recomendada, prática de atividade física e alimentação saudável. Para as famílias e comunidades a aposta é na prevenção adotando ações simples como redução de consumo de açúcar e gordura, atividade física, preferência para alimentos saudáveis como frutas e legumes e o não abuso de álcool e tabaco, para prevenirem esta doença evitável.

 Além da palestra as nutricionistas, Carla Correia e Ana Paula Espíndola, demostraram a quantidade de açúcar, sal e gordura presente em vários alimentos que fazem parte da dieta alimentar da população como forma de alertar para os mitos e verdades existente sobre alimentação do diabético.

Da parte da população que participou, acharam uma iniciativa louvável que deve ser repetido mais vezes na referida comunidade.

Segundo a responsável do Centro de Saúde de Ponta d’Água, Marise Lima, este centro tem atualmente cerca de 473 doentes no seguimento da diabetes em que a maioria está controlada e a sensibilização tem ganhado espaço no seio daquela comunidade para prevenção das complicações e do surgimento da própria doença.

De acordo com o PNDS (2012-2016), “a diabetes mellitus, constitui um dos maiores problemas de saúde em Cabo Verde, com elevado custo social e financeiro às famílias e ao país. É uma das principais causas de amputação não traumática de membros inferiores, insuficiência renal crónica, doenças cardiovasculares, cegueira adquirida, e motivo importante de internamentos por descompensação aguda. Não raramente o diagnóstico é tardio, sendo às vezes feito por ocasião das complicações, agudas ou crónicas, graves ou não”

A diabetes é uma das principais co-morbilidades da Hipertensão arterial.

Por esta razão e enquadrado na Iniciativa “Ano de Hipertensão Arterial e promoção de comportamentos saudáveis”, foi realizado esta palestra sobre mitos e verdades alinhado com outras atividades como campanhas de sensibilização nas médias e nas redes sociais, a promoção de debates sobre a temática e a realização feiras de saúde com teste de glicémia e aconselhamento um pouco por todo o país.