logo insp copy

ptenfr

Jornalistas das rádios comunitárias recebem formação online sobre comunicação de risco e engajamento comunitário em contexto de COVID19

Numa ação conjunta com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o Instituto Nacional da Saúde Pública promoveu na tarde desta quinta-feira, 16, uma ação de capacitação sobre comunicação de risco e engajamento comunitário, aos jornalistas das rádios comunitárias, para dotar esses profissionais de comunicação social de instrumentos que lhes permitam fazer uma abordagem cada vez mais próxima das espectativas da comunidade.

Captura de Ecrã 4Ministrada por uma especialista do UNICEF, através da plataforma ZOOM, esta formação com enfase nas rádios comunitárias, que desempenham um grande papel social nas comunidades, tem o objetivo de munir os profissionais dessas emissoras de técnicas de produção de informação e uma linguagem uniforme, bem como auxiliá-los a promover uma comunicação em mecanismo de resposta, sobre o risco e o envolvimento comunitário na luta contra a COVID19.

Os principais conteúdos da formação abrangeram: o conceito da comunicação de risco, a sua importância em situação de emergência em saúde pública; a questão dos rumores e os seus impactos; a forma de combater os fake news; o papel dos média, em especial, as rádios comunitárias; os temas que devem ser explorados a nível dos programas da rádio; entre outros.

De realçar que esta ação está enquadrada no âmbito de um conjunto de atividades previstas no Plano de Comunicação de Risco e Engajamento Comunitário para Prevenção e Resposta à COVID-19.