logo insp copy

ptenfr

Presidente do INSP considera que o nível de implementação do PNPS é bom

Dois anos após o início da sua implementação, o Instituto Nacional de Saúde Pública, realizou um atelier de reforço da implementação do Plano Nacional de Promoção da Saúde 2018-2021 para avaliar o seu nível de implementação e reforçar as estratégias de comunicação de risco no contexto da COVID-19.

IMG 6559 copyDe acordo com a Presidente do INSP Maria da Luz Lima, a implementação do Plano Nacional de Promoção da Saúde que foi elaborado em 2018, tem tido bons indicadores através das atividades de vários sectores, municípios e sociedade civil, entre outros. Em termos de prioridades disse que inicialmente as prioridades estavam ligadas com os principais problemas de saúde do país, nomeadamente as doenças cronicas não transmissíveis e doenças infeciosas.

Maria da Luz Lima que falava a imprensa durante a cerimónia de abertura do ateliê de reforço da implementação do Plano Nacional de Promoção da Saúde e estratégia de comunicação de risco e engajamento comunitário no contexto de covid-19, salientou ainda que o Plano Nacional de Promoção da Saúde é um plano multissectorial com implementação a nível nacional e com enfoque em vários sectores com vista a promoção da saúde em Cabo Verde.

 “Dois anos após a sua implementação e validação, estamos a fazer um ponto de situação para ver até que ponto os outros sectores, também envolvidos no processo, estão a fazer a sua parte e de reorientar as estratégias, tendo em conta o contexto da pandemia do novo coronavírus em que a promoção da saúde continua a ser fundamental”, reforçou.

O Representante da OMS, Hernando Agudelo que presidiu a cerimonia de Abertura do Atelier saudou a iniciativa e considerou que esta atividade demostra o compromisso do INSP para o alcance dos objetivos do PNPS. Hernando Agudelo apelou para que os parceiros da implementação do plano possam junto das comunidades criar um elo de confiança para a gestão das situações de saúde.

Este atelier contou com a participação e vários sectores intervenientes do PNPS, tanto presencial como online e emanaram recomendações de adequação das atividades deste plano ao novo contexto de pandemia e a melhorar a articulação e a coordenação entre as instituições.