logo insp copy

ptenfr

O central do Dia Mundial de Higienização das Mãos

No âmbito da comemoração do dia mundial de higienização das mãos, celebrada a 05 de maio, este ano com o lema “Segundos Salvam Vidas: Lave as suas mãos”, foi realizado um webinar, como ato central das comemorações, uma parceria do INSP, DNS e OMS, destinado aos profissionais de saúde a nível nacional.

A sessão de abertura do webinar foi feita pelo Sr. Diretor Nacional da Saúde, Dr. Jorge Barreto, que falou da importância da data e fez uma contextualização histórica da higienização das mãos e a sua relevância para a saúde pública.

A Dra. Argentina Fortes técnica do Departamento da Promoção da Saúde do INSP, apresentou o tema “Inspire na adoção de Boas Práticas: Torne as mãos limpas o seu hábito". Durante a sua alocução falou que as mãos sendo uma das principais vias de transmissão dos microrganismos, deve ser higienizada de forma correta e em momento chaves para se reduzir os riscos de contaminação, melhorar as condições higiénicas dos técnicos, garantir melhor segurança em ambiente hospitalar além de ajudar na prevenção e controlo de Infeções.

Frisou também que a Higienização das mãos não se resumo apenas a lavagem das mãos, mas também a utilização de substâncias a base do álcool, isto porque mesmo após a lavagem das mãos é possível que alguns microrganismos continuem presentes nas mãos.

Para a Dra. Edith Silva, Coordenadora do Programa Nacional de Segurança do Paciente e Estratégias da OMS para a PCI no contexto da CODID-19 e a Dr. Flávia Semedo, Ponto focal de Emergências da OMS em Cabo, que falaram sobre o tema “Higienização das mãos como ferramenta de prevenção e controle de infeção nas estruturas da Saúde” consideraram que as infeções associadas aos cuidados de saúde continuam a ser um grave problema de saúde pública em todo mundo aumentando de morbilidade e a mortalidade entre os pacientes além de elevar os custos hospitalares.

A Higienização das mãos é considerada a medida de maior impacto e eficácia na prevenção das infeções.

No final das apresentações, a Dra. Maria da Luz Lima, Presidente do INSP, no seu resumo destacou as mensagens-chaves de cada uma delas, nomeadamente, o reforço das medidas de higiene e boas práticas pela população geral, a importância dos conceitos sobre a higienização das mãos visando a implementação eficaz das medidas nas estruturas de saúde e finalmente, a importância da avaliação e supervisão da implementação das medidas de prevenção e controle de infeção nas estruturas de saúde.

Participaram da referida sessão técnicos dos Serviços Centrais do Ministério da Saúde e da Segurança Social, profissionais dos Centros de Saúde, Delegacias de Saúde, Hospitais Regionais e Hospitais Centrais do país.