logo insp copy

ptenfr

Seminário "Hipertensão arterial: principal fator de risco do Acidente Vascular Cerebral"

A prevalência da hipertensão é sentida desproporcionalmente em países de baixa e média renda, onde estão dois terços dos casos em grande parte devido ao aumento de fatores de risco nessas populações nas últimas décadas. Além disso, cerca de metade das pessoas que vivem com hipertensão desconhecem sua condição, o que as colocam em risco de complicações médicas evitáveis e morte.

A hipertensão afeta mais de 30% da população adulta em todo o mundo, ou seja, mais de um bilhão de pessoas. É fator de risco para doenças cardiovasculares, especialmente o acidente vascular cerebral (AVC). Em Cabo Verde segundo o inquérito das doenças não transmissíveis de 2007, 35% da população apresenta hipertensão arterial.

Neste sentido, no âmbito da iniciativa 2021 Ano do Acidente Vascular Cerebral: Uma Doença Prevenivel e Tratável, “Konxel pa Ivital”, e para assinalar o Dia Mundial da Hipertensão Arterial, principal fator de risco do AVC, o Instituto Nacional de Saúde Pública em parceria com a Região Sanitária Santiago Norte realiza o Seminário “Hipertensão arterial: principal fator de risco do Acidente Vascular Cerebral”, com o objetivo de chamar atenção da população para o controlo regular da tensão arterial e reduzir as suas consequências nomeadamente o AVC (Acidente Vascular Cerebral).

A sessão de abertura do Seminário terá lugar nesta segunda-feira, 17 de maio, pelas 09h30, no auditório da Universidade de Santiago, em Santa Catarina de Santiago. Tambem terá uma participaçãp online via plataforma ZOOM.

CARTAZ SEMINARIO HIPERTENSÃO ARTERIAL 1