INSP está cada vez mais atento às Doenças Tropicais Negligenciadas no país

No âmbito do dia Mundial das Doenças Negligenciadas, este ano sob o lema: “Unir, Agir e Eliminar”, o Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) promoveu um Webinar para “assinalar o dia Mundial das Doenças Tropicais Negligenciadas”, no passado dia 30 de janeiro, nas instalações do INSP.
Durante a cerimónia de abertura, o Administrador Executivo do INSP, Doutor Hélio Rocha explicou que a Dengue, Lepra e doenças parasitárias, são doenças consideradas negligenciadas, e que existem vários desafios a nível global, daí que devemos ter um olhar profundo sobre estas doenças, que vem causando problemas e preocupação em saúde pública em todo o mundo, inclusive Cabo Verde.
Ademais, salienta que Cabo Verde se encontra numa situação de epidemia de dengue e que ainda temos muitos casos por registar A aposta é continuar no reforço das mensagens de sensibilização em todas as ilhas. “sem mosquito não há Dengue”, então as pessoas também têm que consciencializar e fazer o seu trabalho de reduzir o mosquito vetor da Dengue.
Convém salientar que, a webinar abarcou um conjunto de apresentações: “Cenário das doenças negligenciáveis”, ministrado pelo Dr. Diogo Afonso; “O papel do laboratório na prevenção das doenças negligenciáveis”, ministrada pela Dra. Silvania Leal, e “O estigma nos portadores das doenças negligenciáveis”, ministrado pelo Dr. Gilton Silva.
O INSP continua a apostar cada vez mais na componente sensibilização e comunicação de risco junto da população para a prevenção das Doenças Tropicais Negligenciadas principalmente aquelas de transmissão vetorial.

Outras Relacionados

IMG_6343
01
448773442_881161990714785_3598511586572814483_n - Copy
IMG_6251